O Brasil vem sofrendo de um fanatismo ideológico que divide seu povo em duas gentes: para uma a outra é como se fosse uma espécie de “raça” inferior, sem valor, que não merece respeito. Enquanto isso a maioria segue empobrecida, numa nação de desiguais, imersa em problemas que, de alguma forma, afetam a todos, independentemente de renda.

De verdade, ouço e leio pronunciamentos, sobretudo nas redes sociais, de adeptos dos grupos que dominam a política brasileira. É preocupante porque, quase sempre, se confundem com seguidores de uma seita a incitar o ódio e espalharem a ira a quantos mais, melhor. Conferem discurso político a tudo que lhes convém.

‪Ora, não me venham com fanatismo de direita ou esquerda. Não sou alienada e não faço parte de “rebanho”. Não tenho que ser contra ou favorável a tudo que tenha origem no atual governo, tampouco tenho que afirmar apenas ter sido perfeito ou imperfeito tudo que foi implementado nos últimos 12 anos. Não esperem de mim alinhamento com movimento A ou B porque pertenço ao grupo de brasileiros que entende que pode ser isto e aquilo.

Alerto: há, pelo menos, uma terceira via de brasileiros, independente, “vacinada”, seja por completa clarividência ou por necessidade de sobrevivência. Sim, porque há uma gente brasileira que não quer saber sobre as cores partidárias da ocasião, e sim deseja viver num país gerido para o bem comum.

Importa que é desolador um governo se instalar e não conseguir construir as condições para aglutinar sonhos, expectativas, projetos de mudança que foram creditados pela maioria, tanto quanto é perverso assistir aos próprios brasileiros torcerem contra o seu país, em nome de uma oposição doentia, panfletária.

O Brasil precisa de instituições fortalecidas, de poderes mais independentes, de menos leis mortas. Urge por gestões humanizadas, pautadas pela competência técnica e não por interesses políticos-eleitoreiros de grupos  movidos pela vontade de se perpetuarem no poder.

Espero, sinceramente, ver um movimento dos brasileiros na direção de juntarmos os “cacos”, elevando o sentido da verdadeira democracia que é aquela que preserva muito mais a liderança coletiva e menos os líderes dominadores.

Bom senso nos faria muito bem.

4 comentários em “O fanatismo dividiu o Brasil

  1. Fanatismo nunca foi uma bom caminho a ser seguido. No entanto, admirar os feitos de alguém e enaltecê-los é próprio de quem é livre. Fazer ídolo alguém só por ódio, sem uma análise criteriosa é acima de tudo irresponsabilidade. Precisamos bom senso acima de tudo, sempre, mas bom senso é para poucos.
    Nesse momento ainda não dá para juntar os cacos, sabe pq? Pq as vidraças estão blindados.
    Acredito em um mundo onde, um dia, o ser humano evolua de tal modo que nem precisemos discutir o que é certo ou errado, que o “justo” seja a cerne de tudo.

    Curtir

  2. A sociedade está cansada. Cansada da forma como se faz política partidária nesse país, cansada da corrupção que nos rouba e mata, cansada de pagar por tudo E não ter nada. Como aposentada não tenho data pra receber salário, mas contribui com a previdência, como empresária pago impostos absurdos. Não é fácil para povo que paga caro e não tem Não radicalizar. É injusto e cruel! É injusto e cruel em especial para os mais pobres. Concordo com o bom censo. Parabéns pelo pôster, Um belo texto. Abracos

    Curtir

  3. Artigo mais que perfeito amiga.
    Nós brasileiros, estamos necessitados de uma direção significativa em nossa Educação…

    Curtir

  4. PARABÉNS! Um texto para ser lido e refletido por muitos que fazem do fanatismo bobo uma falsa concepção de inteligência diferenciada.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s