O reajuste de 4,17% para o piso do magistério é o índice mais baixo desde que foi criado. Esse  percentual para 2019 foi menor que o concedido ao salário mínimo, que ficou em 4,61%. Mesmo assim, alguns governos estaduais e prefeituras já expressaram dificuldades para garantir, de imediato, o direito assegurado em Lei Federal e pauta permanente de defesa dos grupos mais posicionados ao chamado centro-esquerda.

Em 2018, por essa época, quando o reajuste foi bem mais alto (6,81%), sindicatos da categoria do magistério já trabalhavam a organização de greves, em resposta às propostas de governos em dificuldades financeiras para aplicar o reajuste nos termos desejados.

No RN, por exemplo, foi necessário a mediação da Justiça para que fosse aceita uma das propostas apresentadas pelo Governo, acrescida de parcelamento do retroativo em 6 vezes para ativos e inativos, corrigido para evitar perdas.

Este ano o processo tende a ser tranquilo em nosso estado, o que é muito bom para todos, especialmente para os estudantes.

Aguardemos as notícias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s